As subscrições de aplicações pagas que vão comigo para 2020

Tempo de leitura: 5 minutos

Neste artigo vais ler sobre...

Como apaixonada por tecnologia, não escondo que adoro testar aplicações e ferramentas novas – e gasto (muito) dinheiro em subscrições de aplicações pagas.

Considero-me uma early adopter (uma pessoa que adota cedo e rapidamente novos produtos) e é raro o dia que não vou dar uma olhada no Product Hunt para ver algumas novidades de aplicações e sites.

Neste artigo, partilho contigo as aplicações que vou continuar a pagar em 2020.

E não, não vão ser aplicações profissionais e ligadas ao digital. Vou também partilhar contigo as minhas aplicações favoritas que utilizo de forma mais pessoal.

A caixa de comentários está aberta às tuas partilhas, opiniões e sugestões. Partilha comigo quais são as tuas aplicações pagas (e gratuitas) favoritas!

Utilização Pessoal

Spotify

Comecemos por um clássico. Sou uma utilizadora do Spotify há muitos anos.

Lembro-me que, quando ainda vivia em Paris lá pelos anos de 2011-2012, que tive uma incursão rápida pelo Deezer que não me convenceu. Também experimentei o Apple Music e, se sou uma “vendida” aos produtos da Apple, eis um que não me converteu.

Adoro o Spotify, é uma das aplicações pagas que uso há mais tempo, que uso todos os dias e é-me difícil imaginar os meus dias sem.

É incrível como em tão poucos anos passámos de “sacar” músicas para pôr no MP3 ou ainda copiar cassetes e CD’s de amigos (quem é desses tempos!?), para termos tudo o que queremos à distância de um clique.

  • Site: spotify.com
  • Plano que tenho: Spotify Premium – Mensal ($9.99)

Amazon Prime Video

Desde que moro nos Estados Unidos não consegui escapar ao domínio da Amazon. Mas mais do que te falar do serviço de compras Amazon Prime, quero partilhar contigo a minha rendição ao serviço de streaming do Amazon Prime Video.

“Apenas” tenho o Amazon Prime Video porque tenho a subscrição do cartão da Amazon Prime, mas ainda bem que assim é!

No final de 2019 este serviço de streaming fez-me descobrir duas das minhas séries favoritas do ano passado: Modern Love (que também é um fantástico podcast) e a The Feed.


Medium

Misto de utilização pessoal e profissional. Subscrevi há uns meses ao Medium, na altura em que me afastei das redes sociais, e foi das melhores decisões de sempre.

Não só é nele que vou explorando a publicação dos meus conteúdos em inglês (alguns dos meus conteúdos já foram partilhados no The Startup e no blog do Freelancers Union, o que me deixa muito feliz!), mas é onde leio conteúdo de alta qualidade e que me inspira a focar na criação de conteúdo ainda mais valioso para ti.

  • Site: medium.com
  • Plano que tenho: Subscrição Mensal ($5)

NordVPN

Mais um que é um misto de utilização pessoal e profissional. Sendo alguém que trabalha muito fora de casa e com redes de wifi públicas, para mim ter uma VPN é algo indispensável.

Se não sabes o que é uma VPN, cito a Catarina Gralha num tópico que temos no fórum da Comunidade Digital sobre este tema: “Uma VPN (Virtual Private Network, ou rede virtual privada) cria uma ligação segura e encaminha o tráfego de Internet através de um servidor situado noutro país.

  • Site: nordvpn.com
  • Plano que tenho: Subscrição 3 anos – $107.55 (ficou a $35.85 por ano)

Utilização Profissional

Setapp

É uma das aplicações pagas que já está comigo desde 2018 e que listo na minha página de ferramentas.

Se tens um Mac, e se procuras utilizar alguma aplicações premium como o Ulysees (aplicação que uso para escrever todos os meus conteúdos) ou o MindNode (uso para fazer os meus mapas mentais), esta aplicação permite-te poupar muito dinheiro.

É uma espécie de Netflix de aplicações para Mac: por um valor fixo, tens acesso gratuito a mais de 170 aplicações que são por norma pagas – e bem caras!

  • Site: setapp.com
  • Plano que tenho: Educational Plan – Anual ($59.88)

CoSchedule

Já falei inúmeras vezes do CoSchedule, esta que é a ferramenta mais antiga que uso relacionada com o Nomadismo Digital Portugal.

Por ter sido uma early adopter do CoSchedule tenho a sorte de pagar um preço bem mais simpático. Pelo seu preço atual (a partir de $20 por mês para o plano editorial), aconselho-te esta ferramenta sobretudo se tiveres um blog e precisares de gerir muito conteúdo e sobretudo, publicá-lo e divulgá-lo em diferentes redes sociais.


ConvertKit

Já falei várias vezes também do ConvertKit. É a ferramenta que email marketing que uso no Nomadismo e que me acompanha desde o final de 2016.

Não é uma ferramenta que aconselho a todos os empreendedores: por ter um plano que começa nos $29, compensa sobretudo se quiseres trabalhar a sério a tua lista de emails e manter os teus contactos bem segmentados.

  • Site: convertkit.com
  • Plano que tenho: 3k-5k subscritores – Mensal ($79)

Canva

Apesar de neste momento ter o plano pago do Canva incluíndo numa formação de startups que estou a fazer, a verdade é que no passado já paguei várias vezes pelo Canva.

Mesmo que saibas utilizar o Photoshop como eu, a verdade é que o Canva é uma ferramenta muito útil no dia a dia de qualquer empreendedor digital.

Rapidamente podes criar peças visuais bonitas, elegantes e alinhadas exatamente com aquilo que queres transmitir.

  • Site: canva.com
  • Plano que tenho: Canva Pro – Anual ($119.40)

Adobe Creative Cloud

Não é difícil “sacar” aplicações da Adobe de forma pirateada. E sejamos sinceros: como não sucumbir a isso, quando olhamos para o preço individual de cada aplicação?

Mas será que sabes que existe um programa chamado Adobe Creative Cloud que te permite, com uma subscrição mensal ou anual, ter acesso às aplicações pagas que queres da Adobe?

Se és como eu e usas diariamente aplicações como o Photoshop, Illustrator, Reader ou o XD, dá uma olhada nos planos que começam nos $9.99 por mês. Não só tens tranquilidade por saberes que estás a respeitar a lei, como também tens acesso à Cloud da Adobe, ao Adobe Portfolio e ao Adobe Fonts.

Aplicações gratuitas

Neste artigo quis partilhar sobretudo as aplicações pelas quais pago e que conto continuar a pagar em 2020.

Mas deixo-te também a lista de aplicações gratuitas que utilizo no meu dia a dia.

AirTable

A minha aplicação favorita de todos os tempos.

Uso o AirTable para o meu calendário, para a minha lista de tarefas, para os meus orçamentos, para a minha organização financeira pessoal e profissional, para organização de conteúdo, de ideias… enfim, para quase tudo!

O plano gratuito é ótimo e muito completo.

A curva de aprendizagem do AirTable pode ser puxada, mas eles têm esta excelente página de tutoriais muito intuitiva e também disponibilizam vários modelos prontos que podes editar.

Evernote

O meu bloco de notas. Sou uma utilizadora do Evernote desde o tempo de faculdade e sempre que tenho uma ideia rápida que sei que preciso de apontar, é no ícone do elefante que clico sempre.

Para além disso, utilizo o Evernote para organizar conteúdos e marcadores que vejo na internet, graças ao Evernote Web Clipper.

Feedly

O Feedly é o meu agregador de conteúdo favorito. É nele que coloco os sites e blogs que quero seguir e é por lá que leio os conteúdos. Tenho o plano gratuito e, para mim, é mais do que suficiente.

SERanking

Na realidade, esta ferramenta não é gratuita, eu é que a consegui apanhar há alguns anos em versão beta no AppSumo (paguei por uma licença vitalícia). Aliás, aconselho-te a registares-te no AppSumo para acompanhares as novidades que eles lançam.

O SERanking tem-me ajudado a manter organizada a minha estratégia de conteúdo e indexação.

É uma ferramenta técnica e profissional, muito útil para profissionais de SEO e empreendedores que querem mergulhar na magia do marketing de conteúdo.

UberSuggest

Continuando na onda do SEO, a ferramenta UberSuggest do Neil Patel vai continuar a estar presente nos meus favoritos.

É uma ferramenta que aconselho a todos que querem começar a explorar o mundo do marketing de conteúdo.

É gratuita, muito fácil de utilizar e com grandes explicações de alguns termos relacionados com indexação e otimização.

Strava

O Strava é a aplicação que utilizo para manter o tracking da minha atividade física. Iniciei o ano de 2019 a correr e depois parei durante 10 meses.

Quero ver se em 2020 volto a portar-me bem com as corridas regulares – e colocar isto no blog do Nomadismo Digital Portugal funciona quase como uma promessa.

Lista completa de aplicações que tenho no telemóvel

No meu telemóvel também tenho neste momento as seguintes aplicações:

Scroll to Top
Partilhar
WhatsApp
Partilhar
Tweetar
Pin