Como partilhar conteúdos quando não se está nas redes sociais?

Partilhar corações e conteúdos sem redes sociais

Índice

Uma pergunta que me têm feito nos últimos tempos é a seguinte: “como posso partilhar o que escreves e produzes se não estás nas redes sociais?”

Esta questão tem-me feito refletir muito sobre a forma como eu própria consumo e partilho conteúdos de que gosto.

Não ter redes sociais tornou-me bastante mais seletiva no que consumo. Se, por um lado, algumas coisas que consumo vêm da minha rede de contactos próxima, por outro lado, a maioria do que consumo é fruto da minha procura ativa. E tão bom que é esse equilíbrio entre o que nos é recomendado e o que procuramos de forma proativa.

As pessoas que me são próximas partilham conteúdos comigo – mesmo eu não tendo redes sociais. O engraçado é que, às vezes, esses conteúdos são conteúdos de redes sociais. E está tudo bem! Afinal, vamos deixar algo bem claro: não é por eu não ter redes sociais que não agradeço receber conteúdos interessantes nem que divulguem os meus conteúdos nas mesmas. Acho as redes sociais geniais. Só não são para mim neste momento.

A magia do digital é que qualquer pessoa, independentemente dos seus gostos e interesses, pode encontrar formas de ser feliz. E a minha felicidade não passa, neste momento, pelas redes sociais.

As pessoas têm tendência a associar automaticamente pessoas que não têm ou usam redes sociais com pessoas que recusam o conceito de redes sociais. Não sei quanto às outras pessoas, mas eu estudo e leio muito sobre digital e sobre redes sociais. Sei o que são, sei como funcionam e sei o que representam. Não ter redes sociais dá-me apenas uma visão de fora, não me dá cegueira em relação a elas.

Leitura Recomendada: ebook “Redes Sociais vs Blogs: Quem Ganha esta Batalha?”

Dito isto: se algum conteúdo que leste te trouxe valor e sentes que mais pessoas precisam de o ler e refletir sobre ele, partilha. Partilha nos canais onde falas mais com as pessoas e onde chegas melhor à tua comunidade. Afinal, a partilha é a melhor forma de apoiares o criador do conteúdo.

Como partilhar conteúdos de publicações ou autores que não estão nas redes sociais

Acho que muitas pessoas ficam perdidas no que se refere a partilhar os meus artigos porque não têm forma de me identificar nessa partilha. Mas… não precisas de identificar a pessoa ou o autor para partilhares o seu conteúdo e agregares valor à tua audiência!

Partilha o que te trouxe valor e o que poderá trazer valor a quem te segue e lê, sem te preocupares em seres reconhecido por esse feito pelo criador do conteúdo. Não me interpretes mal: eu adoro saber que as pessoas partilham os meus conteúdos; mas não é por eu ficar a saber isso que muda o valor da partilha em si.

Vamos lá a algumas dicas.

Primeiro, se quiseres partilhar os conteúdos do Nomadismo nas tuas redes sociais ou em qualquer outro lugar, agradeço do fundo do coração. É um reconhecimento para mim teres encontrado valor no que partilho. Se quiseres entrar em contacto para dizer que gostaste de algum conteúdo e que o vais partilhar, a melhor forma de o fazeres é deixando um comentário na caixa que se encontra no final de cada artigo do Nomadismo. Sou eu que leio os comentários, por isso vai lá e deixa-me uma mensagem.

Se quiseres partilhar conteúdos no Instagram, podes fazê-lo de duas formas:

  • através de uma publicação falando do conteúdo; ou
  • através dos stories.

No caso de uma publicação, podes indicar na descrição o site do conteúdo (no caso do Nomadismo: nomadismodigital.pt) e dizer à tua audiência o título do artigo que gostaste de ler. Assim, o teu seguidor saberá o que deverá procurar no site. Também podes, claro, deixar o link direto para o conteúdo no link da tua bio.

No caso dos stories, se tiveres o swipe up é bastante fácil associar o link direto para o conteúdo. Se não tiveres esta funcionalidade, a minha sugestão é tirares uma captura de ecrã do artigo (onde aparece o título) e colocares como texto o endereço do site para o teu leitor saber para onde ir.

Partilhar conteúdos noutras redes sociais, como o Facebook, Twitter ou LinkedIn, é ainda mais fácil, porque basta que copies e coles o link do conteúdo em questão.

E como partilhar sem ser nas redes sociais?

Outra forma de apoiares o criador do conteúdo é partilhando o link do artigo de forma direta com quem queres que o leia: por mensagem de WhatsApp, por e-mail ou mesmo através da tua newsletter e lista de e-mails.

Partilha o conteúdo com quem conversas e nos canais onde estás. A presença e partilha nas redes sociais é muitas vezes de ego. Se não as usas, podes partilhar o que te agrega valor no formato que utilizas para comunicar.

Como vês, não há desculpa para não partilhar. Não é preciso que as partilhas sejam sempre internas às redes sociais (ou seja, de pessoas que estão presentes nelas e que possas identificar). Podes utilizar as redes sociais para agregar valor à tua audiência ou podes partilhar os conteúdos de que gostas de forma direta com quem sintas que precisa de os ler.

Qualquer que seja a forma da partilha, o desejo que tens de agregar valor à outra pessoa é uma excelente forma de também tu te posicionares como uma pessoa de confiança.

Trabalha por conta própria e remotamente desde 2015. É a fundadora também do Nomadismo Digital Portugal. Curiosa por natureza, passa demasiado tempo a questionar-se sobre o futuro das coisas. Vive hoje na Califórnia, em Silicon Valley, onde estuda Futures Thinking e reflete, demasiado, sobre o futuro.

Entra na Comunidade Digital

Partilha as tuas dúvidas, questões e reflexões no fórum privado do Nomadismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreve a newsletter e recebe conteúdos exclusivos

A newsletter do Nomadismo não é apenas uma notificação de novos conteúdos. Na newsletter tens acesso a partilhas sobre trabalho remoto por conta própria que não faço faço em mais nenhum outro lugar.

O teu email está seguro e não será vendido ou passado a terceiros. Lê mais sobre na política de privacidade simples de entender do Nomadismo. A qualquer momento podes desinscrever-te da newsletter.